Missões



Jesus incumbiu seus discípulos a "ir fazer discípulos de todas as nações" (Mateus 28:19), e durante os dois milênios seguintes ou mais, alguns cristãos tem se esforçado para realizar isso. Apesar de cristão poder e dever praticar evangelismo pessoal individualmente, existe um nome específico para a pratica organizada de mandar pessoas em projetos evangelísticos em lugares espiritualmente necessitados em outros países ou em seu próprio país. Nós chamamos de missões.

PRIMEIROS ESFORÇOS
Os primeiros apóstolos se esforçaram bastante para cumprir a ordem de Jesus. De acordo com a tradição, eles levaram o evangelho para a África, índia e também para a Europa. Lá pelo final do século três, igrejas foram estabelecidas em lugares distantes como a Inglaterra, a Espanha e no sul da Rússia. No entanto, os cristãos logo foram encontrados lutando contra heresia e as vezes uns contra os outros ao invés de declarar a fé em outras terras. Havia exceções, no entanto. São Patrick levou o evangelho para a Irlanda, Bonifácio levou o evangelho para as tribos alemãs em Hesse e Saxônia e Willibrord evangelizou a Holanda e a Dinamarca.

A REFORMA

Os reformadores protestantes estavam mais preocupados em fazer com que a Palavra de Deus ficasse clara para as pessoas de seus próprios países do que levar a Palavra para outros países distantes. Mas, 150 anos depois de Martin Lutéro, o movimento Pietista alemão desencadeou um a reação contra a ortodoxia morta da igreja. A primeira investida protestante ascendeu uma chama, mandando missionários para a índia e para a Groenlândia. Nicholas von Zinzerdorf, um nobre austríaco, mandou Moravian Brethren para o serviço missionário nas Antilhas, América do Sul e América do Norte. Na América do Norte espanhola, o Padre Kino, um padre jesuíta, começou o seu trabalho no sul do Arizona em 1686 e no século seguinte, o padre Junipero Serra implantou uma corrente de missões na costa pacífica (que hoje em dia é a Califórnia). Na costa leste, um ministro puritano inglês, John Eliot, evangelizou os índios Pequot e os agrupou em "cidades que oram". Ele traduziu a bíblia inteira para a língua alonquin e a publicou em 1663. A primeira sociedade missionária a ser enviada no continente foi a Society for the Propagation of the Gospel in New England em 1649. O SÉCULO XIX Em 1792 na Inglaterra, Carey um homem que amava mapas e línguas estrangeiras, publicou o seu livro "Enquiry into the Obligation of Christians to use Means for the Conversion of the Heathen," e pregou um sermão para os seus companheiros , os ministros batistas, sobre o texto que esta em Isaías 54:2,3 ("Amplia o lugar da tua tenda"), tomou como sua visão o depoimento "Espere grandes coisas de Deus. Faça grandes coisas para Deus", e ajudou a criar a Sociedade Missionária Batista.
No ano seguinte, ele e sua família se mudaram para a índia aonde ele trabalhou como tradutor da bíblia, lingüístico, educador e agricultor até a sua morte em 1834.

O SÉCULO XX E OS DIAS DE HOJE

Enquanto o século XIX foi um tempo de grandes pioneiros de missões e implantadores de igrejas, o século XX foi um tempo mais voltado para uma avaliação e para educação. Alguns dos primeiros missionários pareciam muitos ligados ao colonialismo e aos costumes do oeste. Alguns estavam preocupados somente com o evangelismo e não com a plenitude da vida. Como resultado disso, uma nova atenção foi dada ao desenvolvimento de igrejas nacionais tendo missionários como suporte. Durante o século XX o número de missionários estrangeiros protestantes cresceu e chegou a ter mais de 100,000. Uma nova tecnologia possibilita missões de alcançarem o que antes era inalcançável com rádio e televisão como também através de bíblias traduzidas e revistas. Algumas organizações missionárias foram organizadas para assistir outras organizações missionárias.
A igreja católica romana tem sido revitalizada em muitos países pelo movimento carismático. Quando a cortina de ferro caiu, os cristãos do oeste começaram a assistir a igreja nacional aonde eram antes países comunistas.
Igrejas independentes que não estão alinhadas com as organizações das missões do oeste têm multiplicado na África e o número de crentes está crescendo. Hoje a maior igreja cristã no mundo está localizada em Seoul, na Korea. Em lugares aonde missionários profissionais não podem ir, os que não são profissionais estão ganhando entrada e estão espalhando a Palavra de Deus enquanto trabalham em outra profissão.
Há problemas, no entanto. Em muitos países aonde a palavra de Deus tem sido espalhada, há uma grande necessidade de bíblias, recursos, treinamento e educação teológica. Em nações como o Sudão, a Nigéria, a Indonésia e as Filipinas, os cristãos estão encarando uma perseguição severa. O número de martirs cristãos nesses países tem aumentado dramaticamente. Deste modo, o desafio da incumbência de Jesus continua.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Isaque e a arte de cavar poços no deserto

Porque Deus permite o Diabo tocar nos seus !

Obede-Edom um homem que soube valorizar a presença de Deus