segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Os mais miseráveis

"Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens."                 1 Coríntios 15.19

Paulo foi o responsável pela doutrinação da igreja cristã. Dos seus lábios e da sua pena também Deus mostrou como os crentes em Cristo devem viver. No versículo citado, sendo usado pelo Espírito de Deus, o apóstolo chamou algumas pessoas de miseráveis. Quem são elas? Aquelas que desfazem da obra que o Senhor Jesus fez por toda a humanidade ao morrer na cruz do Calvário.
O apóstolo afirmou que há alguns mais miseráveis que outros, e estes são aqueles que também se dizem cristãos, mas cuja fé só serve para que sejam curados, prósperos e livres dos perigos desta vida. Essas pessoas sequer pensam no que lhes acontecerá após a morte. Ora, o maior milagre que Deus pode fazer na vida de alguém é salvar a sua alma e mantê-la em santidade. Aqueles que se dão às paixões, deixam-se envolver pela carne e não pensam no seu futuro eterno, sem dúvida, são os mais miseráveis.
É loucura não crer nas advertências do Senhor sobre a vida eterna. Aqui, podemos viver 70, 80 anos ou até mais, mas o dia chegará, e tudo terminará, e nós não deixaremos de existir. Então, lá do outro lado, onde para sempre existiremos, se não nos tivermos preparado, estaremos perdidos. Pior será para os que se perderam eternamente, pois não viverão pelos becos de algumas vielas no Céu, por exemplo, esmolando um prato de comida, mas estarão no inferno, sendo atormentados dia e noite.
A estupidez de não crer na Palavra divina é a maior que alguém pode praticar. O Senhor, por não desejar nossa perdição eterna, adverte-nos a respeito de só pensarmos nesta vida. Ora, estaremos vivos para todo o sempre.
Talvez, nesta vida, você encontre desculpas para tudo, mas o que você dirá quando ficar frente a frente com o Altíssimo no tribunal eterno? Será que o seu pecado não será revelado? Deus irá "Se sujar" para esconder o seu erro? Claro que não, pois até as intenções do coração serão reveladas (Hb 4.12). Então, conserte-se enquanto há tempo. Seja sábio e não se deixe enganar pela conversa do inimigo. Ele mente desde o princípio, e o que mais quer é levá-lo para o sofrimento eterno. Não dê ao diabo o direito de tê-lo ao seu lado. Lembre-se: sua oportunidade de ser salvo é agora!
Este é o momento mais certo para você se levantar e proibir Satanás de continuar a usá-lo no pecado. Tome a decisão mais importante da sua vida: saia do grupo dos mais miseráveis. Acerte-se com o Senhor, agora, e seja para sempre uma pessoa abençoada.

"Se esperamos em Cristo só nessa vida, somos os mais miseráveis de todos os homens" (Apostolo Paulo em I Coríntios 15:19)
O apostolo Paulo, cheio do Espírito Santo, nos mostra que não devemos nos apegar a este mundo. Não podemos comprar a Deus, pois Ele é o dono do ouro e da prata (Ageu 2:8). Nós não podemos manipular a Deus com o nosso dinheiro, porque Deus não aceita recompensas (Deuteronômio 10:17).

Eu fico extremamente triste ao ver os pastores simpatisscada um terá de levar a sua cruz (Lucas 9:23), que no mundo teremos aflições (João 16:33). Mas amam pregar que nós nascemos para ser cabeça e não cauda (Deuteronômio 28:18), que nós somos mais que vencedores em Cristo (Romanos 8:27). Quero deixar bem claro que creio nessas passagens também, pois elas são a Palavra de Deus, porém deve ser utilizada no contexto, pegarei como exemplo Romanos 8:37 que diz que em todas essas coisas somos mais que vencedores. O que são todas essas coisas?
issímos na TV, mas que fogem das ovelhas atrás das câmeras, pastores que ensinam a "colocar Deus na parede" (que Deus tenha misericórdia!) para conseguir o que você quer. São pastores que se forem chamados para pregarem para dez mil pessoas, vão com prazer, entretanto fogem da conversa com a mãe que acabou de enterrar um filho e necessita de um consolo. Pastores que só sabem pregar as bem aventuranças, mas não sabem pregar que

Vejamos o versículo 36 para entender o que o Apostolo Paulo teve a intenção de dizer: Como está escrito, por amor a ti somos entregues à morte todo o dia: fomos reputados como ovelhas para o matadouro. Percebemos quando somos mais que vencedores? Quando somos entregues a morte por amor ao Senhor Jesus Cristo. Não significa dizer que isso são minhas finanças, na minha saúde, na minha família. Nessas coisas eu serei mais que vencedor quando eu entregar o meu caminho ao Senhor verdadeiramente, sem me preocupar com o futuro, se eu me der por satisfeito tendo o que comer e o que vestir (I Timóteo 6:8).

Hoje em dia é pregado um Jesus "Papai Noel", um Jesus que se eu for um bom menino posso pedir qualquer coisa. Mas como podemos exigir algo de Deus, se somos pecadores (ou alguém nessa terra não peca mais?) e quando nos damos por nós, estamos pecando novamente. Não são raras as vezes que pessoas sobem ao altar para agradecer a Deus pela benção alcançada através da oração do pastor, apostolo, bispo e etc. Porém minha Bíblia diz em Tiago 5:16 que a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. É uma tolice achar que a oração de alguém tem mais ou menos poder, o poder de uma oração não está no cargo, mas sim na sinceridade do coração. Digo isso baseado na parábola que Jesus contou em Lucas 18:10-14 em que dois homens subiram ao templo para orar, um religioso e um não, o religioso batia no peito e se exaltava por orar e jejuar, por dar muitas ofertas, enquanto o outro sequer tinha coragem de olhar para o alto assumia-se pecador e clamava que Deus tivesse misericórdia dele. No final da parábola, o Senhor Jesus disse que esse foi justificado!

A APROVAÇÃO DE DEUS NUNCA SERÁ O SUFICIENTE PARA AQUELES QUE VIVEM DE APLAUSOS
Agora que já percebemos que a vida no evangelho não é um mar de rosas, vamos ver o que a Bíblia diz sobre as riquezas:

Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam (Mateus 6:19)

Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína; Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. (I Timóteo 6:9-10)

Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração (Mateus 6:21 e Lucas 12:34)

É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino de Deus (Marcos 10:25, Mateus 19:24 e Lucas 18:25)
Para finalizar gostaria de fazer o último comentário, em I Coríntios 1:18 "Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus."

Meus irmãos não há poder maior que a cruz de Cristo, pois foi através dela que Ele nos salvou, nos fez povo dEle, nos trouxe a paz, basta lermos Isaías 53 e veremos como o Senhor Jesus nos amou e sofreu para dar-nos a VIDA ETERNA e quantas vezes temos trocado isso por alegrias terrenas e passageiras?

Se esperamos em Cristo só nessa vida, somos os mais miseráveis de todos os homens!

Que Deus abençoe grandemente a sua vida!



AINDA HÁ ESPERANÇA


Porque há esperança para árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e no chão morrer o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como uma planta nova (Jó 14.7-9).

A esperança é o único meio que nos auxilia banir as incertezas da mente, ela gira em torno de expectações ao um bem que se deseja, comumente é manifesta no individuo que mantém a fé, sobretudo a esperança de dias melhores. Neste mote discorreremos a importância da esperança à luz das escrituras sagrada.

O texto em foco está baseado na esperança do cristão em meio às adversidades da vida, bem como a expressão de Jó ao fazer uma analogia sobre a árvore (planta) e o homem.

A Esperança do Crente
Ela também está associada a uma fé em Deus, sendo ela a mola propulsora que nos leva a ver a vitória sobre o impossível, embora em certos momentos pareçam que a nossa esperança nas coisas terrenas vão se definhando a ponto de nada mais esperar nessa vida (Jó 17.1-16), Há situações que é semelhante à seiva (glória) a nossa esperança vai secando como de uma árvore (Lm 3.18). “A esperança demorada enfraquece o coração, mas o desejo chegado é árvore da vida” (Pv 13.12). “A esperança do crente jamais deve morrer e ainda ele morrendo deve ter esperança” (Pv 14.32; Jó 13.15; 2 Co 1.9; 2 Tm 4.18). A esperança de Jó alcançava uma vida pós-túmulo, que certamente seria justificado, mesmo que aqui não fosse (Jó 14.7; 14.14).

Regozijar na Esperança
Devemos nos regozijar na esperança (Rm 12.12) e nos considerar benditos do Senhor (Jr 17.7). A nossa esperança em Cristo não deve se limitar apenas a esta vida, pois se assim for seremos os mais infelizes de todos os homens (I Co 15.19). Se a nossa esperança estiver firme, seremos como uma árvore plantada junto a ribeiro de águas, cujas folhas não murcham (Jr 17.8; Sl 1.3).

Otimismo na Esperança
As perspectivas que devemos ter ante os sofrimentos sejam as melhores, não permita que o desânimo lhes roube as esperanças, mesmo diante de todas as dificuldades sempre tem uma saída, você pode não tê-la encontrada ainda, mas acredite encontrá-la muito breve, busque ao Senhor através da oração, leitura da sua palavra e certamente Deus mostrará um caminho excelente.

Qualquer tipo de abatimento que nos atinja deve ser desconsiderado, temos um Deus que nos auxilia nos momentos mais difíceis, portanto devemos encarar com firmeza qualquer obstáculo, não deixando que eles frustrem a nossa esperança, enfrentar os desafios é a melhor forma de vencê-los. Jeremias estava se queixando das dificuldades, entretanto Deus lhe disse que ele se preparasse para outras ainda maiores (Jr 12.5). A nossa vida são pontilhadas de perdas e vitórias. Tendo o Senhor na vida, após cada perda surge uma grande vitória. Só aprenderemos lutar para vencer, lutando.

Nunca prive uma pessoa da esperança; pode ser a única coisa que ela tem” H. JAKSON BROWN JN.

 Na cultura brasileira existe um dito popular, que diz que : "A esperança é a última que morre". Na verdade este dito contraria o princípio bíblico de I Coríntios 13:13, que nos diz que a esperança não morre, mas permanece para sempre.
É bem verdade que muitas vezes passamos por situações para as quais parece não haver mais esperança... situações onde nos encontramos num beco sem saída". Nessas horas de tribulação, de provação e até mesmo de angústia e desespero, as circunstâncias parecem ser maiores que nós, e sentimo-nos derrotados, fracassados, impotentes e sem esperança.
Mas até mesmo nessas situações tão extremas, a guerra não esta perdida. Talvez ao longo da nossa caminhada com Deus, nós percamos algumas batalhas, mas nunca a guerra! O nosso general é Cristo... é Ele quem peleja por nós e nos dá a vitória. Jesus Cristo - a esperança da glória! É n'Ele que devemos colocar a nossa esperança e a nossa fé! Assim como Jairo, Marta e Jó, devemos colocar nossa fé no Senhor e crer que nem tudo está perdido, e que apesar da adversidade das circunstâncias, "Ainda há esperança". "Porque há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e no chão morrer o seu tronco, ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como planta nova" (Jó 14: 7 - 9). Sim, devemos crer que ao cheiro das águas, viverá e dará frutos! Uma pequena fé num Deus Grande... firmados na promessa de que "seremos como árvore plantada junto a corrente de águas que, no devido tempo dá o seu fruto, cuja folhagem não murcha, e tudo quanto fizermos será bem sucedido" (Salmo 1:3).

O Senhor está no controle
Há um propósito para todas as coisas, inclusive para as nossas provações. Portanto, "Aquietai-vos e sabeis que Eu sou Deus" (Salmo 46:10). O Senhor quer reverter as adversidades em bênçãos, para nós e para outros. Quando Jesus soube que Lázaro havia adoecido, Ele disse que sua doença não era para morte, mas para a glória de Deus.
Que Ele, o Filho de Deus, receberia glória em resultado daquela enfermidade. Jesus ressuscitou Lázaro e muitos judeus que presenciaram este milagre creram n'Ele. Da mesma forma, hoje o Senhor nos convida a declarar que a adversidade pela qual estamos passando, não é para a morte, mas para a Glória de Deus! Quando Jó analisa sua vida, ele conclui que tudo o que aconteceu com ele contribuiu para que ele tivesse uma maior intimidade com Deus: antes "eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem" (Jó 42:5). E o Senhor restaurou a sorte de Jó e deu-lhe o dobro de tudo o que ele possuía. Portanto, não se dê por vencido, "ainda há esperança"... logo você entenderá o propósito de Deus para esta hora.
Romanos Capítulo 8 Versículo 25,26. (Tradução King James Atualizada)

"Porém, se esperamos por algo que ainda não podemos ver, com paciência o aguardamos. Do mesmo modo, o Espírito nos auxilia em nossa fraqueza; porque não sabemos como orar, no entanto, o próprio Espírito intercede por nós com gemidos impossíveis de serem expressos por meio de palavras."

HÁ ESPERANÇA PARA A ÁRVORE CORTADA – JÓ 14.7-9

A vida é assim... Há dias de alegrias e outros de tristezas, há momentos de grandes vitórias e outros de decepções. Essa vida é imprevisível. O texto sagrado fala da “árvore cortada” e Jó vivia um momento de cortes em todas as áreas de sua vida.

De repente perdemos o emprego, é a crise, vem a enfermidade ou o problema familiar e outros tantos. A Palavra de Deus afirma que “há esperança”. Ao cheiro das águas e tudo muda... É a presença do Espírito Santo que vem nos ajudar – Rm 8.26

De onde vem o corte?

Nesta hora ouvimos muitas vozes até para acusar... Calma!

Os pontos de corte são 3, analisemos:
1 – Inimigo – Pode ser da parte das trevas e tem o objetivo de roubar, matar e destruir – João 10.10
2 – Eu – O responsável do corte pode ser nós mesmos. Uma decisão precipitada, uma palavra mal colocada, um tempo gasto em algo fútil...
3 – Deus – O corte (poda) pode vir de Deus. Ele corta os galhos improdutivos, tira os galhos secos... Tudo isso para que tenhamos vida e vida com abundância – João 10.10

Há esperança. Alguém diz que não tem mais jeito, não adianta.

Nas mãos de Deus há esperança. Coloquemos tudo nas mãos de Deus. A árvore vai brotar novamente, refazer, crescer, florescer e por fim dará frutos e frutos viçosos e florescentes. Pode até demorar um pouquinho, mas vai acontecer. Você crê? Tudo é possível ao que crê – Mc 9.23

A Obra de Deus é grande – veja no Livro de Jó 42.10-17 – Deus confere a Jó o dobro da prosperidade que antes tinha (antes do corte).