quinta-feira, 30 de julho de 2009

Tu tens palavras de vida eterna



Jo 6. 64-69 - Mas há alguns de vós que não crêem. Pois Jesus sabia, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar. E continuou: Por isso vos disse que ninguém pode vir a mim, se pelo Pai lhe não for concedido. Por causa disso muitos dos seus discípulos voltaram para trás e não andaram mais com ele. Perguntou então Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós já temos crido e bem sabemos que tu és o Santo de Deus.

REFLEXÕES - Logo após Jesus ter efetuado o milagre em que alimentara uma multidão de quase dez mil pessoas com cinco pães e dois peixes, muitos dos que se fartaram com o alimento miraculoso procuraram segui-lo, com a intenção de continuarem a receber daquele pão gratuito. Tinham em mente, para obter tal propósito, fazer a Jesus seu rei. Ele, sabendo das suas intenções, ofereceu-lhes outro pão e outra carne. Não o pão de trigo e a carne de peixe, mas Ele próprio, o pão da vida. Disse mais: "Se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida eterna". Muitos acharam duro o discurso e já não seguiam a Jesus.
Foi após esses acontecimentos que o Mestre inquiriu seus discípulos sobre a sua disposição de continuarem a segui-lo. Pedro, que protagonizou diversas situações em que mereceu a repreensão do Senhor, desta vez falou pelo grupo expressando o que estava em seus corações: "Para onde iremos nós, tu tens as palavras da vida eterna". Esta afirmação deve resumir nossa posição de cristãos. Ou seja, a nossa motivação para seguir a Jesus não pode ser outra que não as palavras de vida eterna que ele veio nos trazer. Claro que cada um de nós tem problemas e temos plena liberdade e o direito de requerer de Deus a solução dos mesmos quando falham os meios humanos para a sua solução. O Senhor deixou aberto o caminho para que cheguemos, por seu intermédio ao Pai e obtenhamos a solução para nossos males humanos. Esta, entretanto não pode ser nossas motivação maior.
Em dias de tantas necessidades, em que a falência do Estado põe tantas pessoas na vala comum de uma condição subumana de viver, é comum aparecerem aqueles que oferecem o paraíso já aqui na terra em troca do seguimento a um Jesus milagreiro. Talvez você me questione: mas Jesus passou a vida fazendo milagres! É certo, mas ele também afirmou: "Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." Mateus 6.33. Por mais que alguns tentem colocar na boca do Mestre afirmações que ele não fez, a verdade do Reino de Deus e uma só: ele não é deste mundo. Bem afirmou Pedro: "Tu tens as palavras da vida eterna". É por ai que deve se dar nossa caminhada junto ao Senhor Jesus. Se somos crentes fiéis e dedicados a promessa está sobre nós: as necessidades materiais nos serão supridas.
Deus está buscando verdadeiros adoradores que o adorem em espírito e verdade. Será que o simples seguimento ao Deus Provedor consiste em verdadeira adoração? Pense bem e, com toda a sinceridade responda a si mesmo. É reduzir a uma condição insignificante o sacrifício de Jesus, pensar que ele deixou seu trono de glória, veio à terra e morreu, apenas para que tenhamos uma boa vida neste mundo.

O Senhor te abençoe e te guarde, o Senhor volte para ti o seu rosto e tenha misericórdia de ti, o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo blog.
    Deixo aqui os meus:
    http://meditacaoparaasaude.blogspot.com
    Muito grata!

    ResponderExcluir