Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Servo uma função pouco desejada

Imagem
De fato o objetivo da época é o sucesso, o poder, o topo e o primeiro lugar. Meninas desejam ser capas de revistas, rapazes desejam o pódio mais alto, mulheres desejam caminhar por tapetes vermelhos da fama e homens desejam negócios, não apenas prósperos, mas que estejam em evidência, que possam aparecer na mídia. Temos presenciado uma geração competitiva, quando todo mundo passa a ser um adversário a ser vencido. Por isso há pouco espaço para cooperação, cumplicidade e amizade. Poucos são os que respeitam e admiram as pessoas que estão em posição de comando ou liderança, porque no íntimo da maioria não existe a alegria do sucesso do outro. Muitas vezes até colegas de trabalho se vêem como oponentes. Ainda me lembro de uma mulher que planejou a morte de uma colega de trabalho pois queria tomar o seu lugar dentro do espaço profissional. É claro que dificilmente em uma igreja se chegará a tanto, mas quantas vezes se mata psicologicamente irmãos com palavras, ofensas e comentários maldos…

Historia do protestantismo desde o Brasil colonia até o neo-pentecostalismo

Imagem
1.O contexto político-religioso (1500-1822)
Portugal surgiu como nação independente da Espanha durante a Reconquista (1139-1249), ou seja, a luta contra os muçulmanos que haviam conquistado boa parte da Península Ibérica vários séculos antes. Seu primeiro rei foi D. Afonso Henriques. O novo país tinha fortes ligações com a Inglaterra, com a qual iria firmar posteriormente o Tratado de Windsor, em 1386. O apogeu da história de Portugal foi o período das grandes navegações e dos grandes descobrimentos, com a conseqüente formação do império colonial português na África, Ásia e América Latina. No final da Idade Média, a forte integração entre a igreja e o estado na Península Ibérica deu origem ao fenômeno conhecido como “padroado” ou patronato real. Pelo padroado, a Igreja de Roma concedia a um governante civil certo grau de controle sobre uma igreja nacional em apreciação por seu zelo cristão e como incentivo para futuras ações em favor da igreja. Entre 1455 e 1515, quatro papas conceder…

Os mais miseráveis

Imagem
"Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens."                 1 Coríntios 15.19

Paulo foi o responsável pela doutrinação da igreja cristã. Dos seus lábios e da sua pena também Deus mostrou como os crentes em Cristo devem viver. No versículo citado, sendo usado pelo Espírito de Deus, o apóstolo chamou algumas pessoas de miseráveis. Quem são elas? Aquelas que desfazem da obra que o Senhor Jesus fez por toda a humanidade ao morrer na cruz do Calvário.
O apóstolo afirmou que há alguns mais miseráveis que outros, e estes são aqueles que também se dizem cristãos, mas cuja fé só serve para que sejam curados, prósperos e livres dos perigos desta vida. Essas pessoas sequer pensam no que lhes acontecerá após a morte. Ora, o maior milagre que Deus pode fazer na vida de alguém é salvar a sua alma e mantê-la em santidade. Aqueles que se dão às paixões, deixam-se envolver pela carne e não pensam no seu futuro eterno, sem dúvida, são os mais miserávei…

AINDA HÁ ESPERANÇA

Imagem
Porque há esperança para árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e no chão morrer o seu tronco, ao cheiro das águas brotará e dará ramos como uma planta nova (Jó 14.7-9).
A esperança é o único meio que nos auxilia banir as incertezas da mente, ela gira em torno de expectações ao um bem que se deseja, comumente é manifesta no individuo que mantém a fé, sobretudo a esperança de dias melhores. Neste mote discorreremos a importância da esperança à luz das escrituras sagrada.
O texto em foco está baseado na esperança do cristão em meio às adversidades da vida, bem como a expressão de Jó ao fazer uma analogia sobre a árvore (planta) e o homem.
A Esperança do Crente
Ela também está associada a uma fé em Deus, sendo ela a mola propulsora que nos leva a ver a vitória sobre o impossível, embora em certos momentos pareçam que a nossa esperança nas coisas terrenas vão se definhando a ponto de nada mais esperar nessa vida …

A comunidade terapêutica e a importância da inclusão e espiritualidade

Imagem
A Igreja existe para ser comunidade terapêutica, promotora de cura e de dignidade. Entendo que a Igreja é uma comunidade de cura e que as várias congregações são grupos em ação terapêutica, promovendo a saúde interna e externa . Afinal, sua missão é salvar. Cabe lembrar que Igreja não é feita de parede, telhado e construções, Igreja é feita de gente. Portanto, não é apenas o espaço físico que deve ser terapêutico, mas especialmente o coração de todos os que se comprometeram a caminhar com Jesus.

Em outras palavras, de nada adianta adaptarmos nosso espaço físico para recebermos pessoas com deficiência mental, auditiva, visual – entre outras que vivem à margem da sociedade – , se não tivermos em nosso coração e espiritualidade uma atitude inclusiva.

Antes de serem acolhidas pela instituição igreja, essas pessoas precisam ser acolhida por cada um de nós, pessoas que constituem a Igreja de Jesus. Nosso coração precisa abraça-las e garantir a elas um espaço amável, onde elas podem ser que…