quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

O Significado do Natal por Marcelo Melo

O Natal é uma festividade excelente, pois se estabelece um clima único de Paz, Cordialidade e Esperança, criando uma atmosfera muito agradável. Os enfeites, as cores, as luzes, tudo aponta para o verdadeiro sentido do Natal: Jesus a Luz do mundo.
O Natal passou a ser celebrado no dia 25 de dezembro, porque o imperador Constantino de Roma queria homenagear os cristãos, e o Papa Júlio I oficializou esta data como feriado. Nós teólogos, acreditamos que Jesus possivelmente nasceu no mês de abril por uma série de dados históricos e datas conforme o calendário Judeu. Porém, a verdade é que a data exata não importa muito, e sim o fato, Jesus nasceu.
A história do Natal está descrita na Bíblia, nos evangelhos de Mateus e Lucas. De acordo com a história do Natal descrita na Bíblia, Jesus nasceu em Belém, em um estábulo.

Natal é nascimento, renovo e nos faz pensar nas nossas origens
·         O significado da palavra Natal vem de natalício que é o dia de nascimento.

Lc. 2 1-14:
Naqueles dias César Augusto publicou um decreto o recenseamento de todo o império romano. Este foi o primeiro recenseamento feito quando Quirino era governador da Síria. E todos iam para sua cidade natal, para alistar-se.
Assim, José também foi da cidade de Nazaré da Galileia para a Judéia, em Belém, cidade de Davi, porque pertencia à casa e a linhagem de Davi. Ele foi afim de alistar-se, com Maria, que lhe estava prometida em casamento e esperava um filho.

·         Natal é Jesus encontrar lugar em nossos corações

Enquanto estavam lá, chegou o tempo de nascer o bebê, e ela deu a luz ao seu primogênito. Envolveu-o em panos e o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria. (Natal é Jesus encontrando lugar para se hospedar em nossos corações.)

·         Natal é Deus conosco, é mais do que apenas uma visita mas é a presença permanente de Deus conosco.
O nascimento de Jesus em profecia (Isaías 7. 17)  a mais de 600 A.C ( A virgem conceberá e dará a luz um filho e seu nome será Emanuel. ( Deus conosco ).

Isaías 9.6 Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da eternidade e Príncipe da Paz.

Natal e reconhecer que Jesus é Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da eternidade e Príncipe da Paz.

·         Natal é Amor

Como diz o texto pilar da fé cristã em João 3.16: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que enviou seu filho Unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça mas tenha a vida eterna.
O verbo se fez carne e habitou entre nós cheio de graça e de verdade. Verdade sublime, verdade grandiosa, o verbo se fazendo carne, Deus se fazendo homem, o eterno entrando no tempo, o infinito entrando na finitude e se tornando um bebê enfaixado em panos em uma manjedoura.

Natal é saber que Jesus foi como nós, exceto no pecado e que ele nasceu para morrer e morreu para que nós tivéssemos vida.
Natal é humildade

Fl. 2 5-11
Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz.
Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.


 Feliz Natal!