segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Ousadia Espiritual

“Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio” (2Tm 1.7).
Os dias não são iguais, porém, se o seu desânimo está sendo constante, ele é resultado da falta de exercício no poder e nos recursos de Deus, resumindo: você não tem exercitado a pratica da ousadia através da fé, que é manter-se corajosamente firme diante das responsabilidades, pressões e desafios da vida cristã.
Desde o princípio, Deus sempre anima seus filhos dizendo: “Sê forte ecorajoso”, quer dizer: seja ousado. O próprio Senhor Jesus animou um paralítico, uma mulher com hemorragia, um cego e aos seus discípulos com a seguinte palavra: “Coragem”. Antes de ir embora Jesus fortaleceu o ânimo dos discípulos dizendo: “Neste mundo vocês terão aflições; mas tenham bom animo, eu venci o mundo” (Jo 16.33). É preciso ter ousadia para ser cristão, porque o verdadeiro cristão vive no sentido contrário ao mundo. Além do mais, a vida eterna não é dada aos covardes e aos medrosos.
Se você tem a vida comprometida com Jesus, a esperança de Deus habita em você e Deus ouve as suas orações. Portanto seja ousado! E a Bíblia nos encoraja ainda mais dizendo: “apeguemo-nos com toda firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas” (Hb 4.14-15). Deus lhe deu poder, equilíbrio e amor; essas três qualidades fazem parte da seguinte promessa bíblica: “Deus ergue do pó o desvalido e do monturo, o necessitado” (Sl 113.7). Portanto tenha bom ânimo e humildemente seja um cristão ousado.